X
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Queijos Franceses, vinhos e compotas Portuguesas… Uma combinação de excelência!

A França é conhecida como o país das 1000 variedades de queijos, feitos a partir de 22 regiões, essencialmente de leite de vaca, mas também de cabra e ovelha. Intitulado como o povo mais amante de queijo, um Francês come em média 25kg por ano, sendo que a maior parte o prefere ao invés de uma sobremesa. Em Portugal, o queijo Francês é uma iguaria também apreciada, onde os vinhos finos e as compotas são a combinação ideal.

Para garantir a sua qualidade, é hoje objeto de várias regulações. Existem mais de 40 tipos que possuem uma “appellation d’origine contrôlée” (em Portugal “denominação de origem protegida”). Um selo que atesta a qualidade e incentiva os produtores da região de origem a fabricarem de forma tradicional.

Selecionamos alguns dos queijos mais apreciados de França, de várias regiões e premiados internacionalmente, DOP ou IGP, como: Queijo de Vaca “L’Emmental” Français (IGP), Queijo de Vaca “Camembert” (DOP), Queijo de Vaca “Brie de Meaux” / “Brie de Melun” (DOP), Queijo de Ovelha “Roquefort” (DOP), o Queijo de Vaca “Comté” (DOP) e sugerimos alguns sabores para acompanhar: Doce de Framboesa e Groselha com Lúcia-Lima, Doce de Figo e Laranja com Vinho do Porto, Doce de Pêra Rocha e Groselha com Cidreira e Pimenta Rosa, Doce de Mirtilo com Baunilha e Vinho do Porto e Doce de Maça Bravo de Esmolfe com Canela.

Tábua de queijos franceses com compotas

Emmental

A terra de origem do Emmental francês está localizada nos maciços de Vosges. Queijo moderno com origens antigas, o Emmental é o grande sábio da família de queijos que sempre necessitamos. Também é o mais comum dos queijos de massa prensada. É caracterizado pelos orifícios devido à fermentação, e pelo alto teor de cálcio. Feito todo o ano, este queijo é o melhor quando se trata dos leites da temporada de verão. O Emmental é o rei das preparações culinárias: fondue, gratinados, soufflés, tartes, etc. Pode criar uma combinação perfeita com este queijo com uma cobertura de Doce de Pêra Rocha e Groselha com Cidreira e Pimenta Rosa, uma compota sofisticada, de sabor ligeiramente agridoce e fresco com um ligeiro toque de picante.

Camembert

O Camembert é, sem dúvida, o mais famoso dos queijos franceses. É uma variedade de queijo de pasta mole, originária da região da Normandia. Tradicionalmente produzido com leite cru de vaca. Para a adequada degustação deste queijo, deve-se retirá-lo da geladeira com antecedência de uma hora. Adquirida a temperatura ambiente, deve ser cortado ao meio e, em seguida, ser fatiado, sempre do centro para a extremidade. É o rei dos queijos ou pelo menos, o queijo mais popular, obrigatório numa tábua de queijos. O Camembert tem também uma vasta gama de usos na cozinha: sem a casca e derretido com natas, torna-se um molho cremoso para a carne vermelha, aves e até peixe. Também pode ser usado em receitas fantásticas como Tarte de Camembert com maçãs. Para criar uma combinação perfeita com este queijo faça a harmonização com cobertura de Doce de Mirtilo com Baunilha e Vinho do Porto, uma compota de sabor distinto, ligeiramente ácida e doce, com o toque quente e especial do Vinho do Porto.

“Brie de Meaux“ / “Brie de Melun“

Os brie são uma importante família de queijos de pasta mole e crosta branca. O Brie de Meaux e o Brie de Melun são queijos de Denominação de Origem Controlada e tradicionalmente produzidos a partir de leite cru. De sabor delicado, considera-se em boas condições se estiver mole, mas sem escorrer. O seu sabor e textura se modificam de acordo com a sua maturação: os sabores mais suaves e as texturas mais macias são encontrados em peças com até trinta dias de maturação; para um sabor mais apurado e uma textura cremosa, são indicadas peças com mais de trinta dias. O Brie de Melun, é no entanto menor do que Brie de Meaux, mas é considerado com um sabor mais forte e um cheiro mais intenso. O Brie, especialmente fresco, tem sido muito utilizado na culinária e até na pastelaria. Para criar uma combinação perfeita com este queijo faça a harmonização com cobertura de Doce de Figo e Laranja com Vinho do Porto, uma compota consistente e doce, finalizada com o toque de aroma incomparável do vinho do porto, um dos vinhos portugueses mais apreciados em todo o mundo.

Tábua de Queijos Franceses com compotas

Roquefort

Roquefort é o nome de uma variedade de queijo originalmente francesa produzida com leite de ovelhas Lacaune. Deve o seu nome à sua localidade de origem: Roquefort-sur-Soulzon, na França. Numa terra "onde não crescem videiras nem grão de trigo", a natureza, magnânima, ofereceu-lhes o mais prestigiado queijo de pasta azul. A sua pasta tem veios azuis e é coberta por uma casca húmida, branca e brilhante. Os queijos brancos, produzidos em dois dias, são levados para as caves naturais, onde são curados durante 3 meses, ao ritmo da respiração das grutas. Cada cave tem a sua própria personalidade, o seu charme, mas acima de tudo um microclima que se reflete no método de cura. Cada uma se desenvolve de acordo com a sua magia e a sua linha de Roquefort de sabores particulares. Um ícone numa tábua de queijos, soube seduzir os grandes chefs e tem inspirado muitas receitas. Para servir este queijo, a harmonização ideal é o Doce de Framboesa e Groselha com Lúcia-Lima, uma compota com alguma frescura e um ligeiro toque de limão.

Comté

Comté é um queijo francês feito com leite de vaca cru na região de Jura, no leste da França. Este queijo inimitável com sabor fino é o resultado de uma paixão ancestral. A massa, de cor marfim no inverno e amarela "manteiga" no verão, pode ter alguns "buracos" com o tamanho de uma cereja. As vacas de raça Montbéliard nutrem-se de uma flora muito variada com muitos aromas, que dá ao leite um sabor característico único. O Comté é um queijo "com longa conservação": a sua cura tem a duração de pelo menos 4 meses e às vezes mais de dois anos, durante os quais é regularmente esfregado e virado. O Comté serve para muitos usos culinários com frutos silvestres, peras, em saladas ou aperitivos. É a base da famosa “fondue comtoise”, mistura cremosa de Comté, vinho branco seco de Giura e kirsch. A combinação ideal para um queijo com esta qualidade poderá ser o Doce de Maça Bravo de Esmolfe com Canela, uma compota tipicamente Portuguesa, doce e de sabor único.

Tábua de queijos franceses com compotas

Queijos e Vinhos Franceses

Para além dos queijos, os Franceses não dispensam um bom vinho, sendo que para cada queijo é aconselhado um tipo de vinho ideal.

Queijos azuis, como o Roquefort, com o sabor complexo dos fungos, acentuado pela gordura, e de acidez picante, combina com os vinhos Sauternes, vinho francês de sobremesa de alta concentração de açúcar, assim como os espanhóis de Jerez, vinhos da Ilha da Madeira e o Tokai húngaro.

Queijos macios, como o Brie e o Camembert combinam com vinhos brancos estruturados, como um Chardonnay que tenha permanecido em barrica de madeira por algum tempo. Um Sancerre é outra alternativa de primeira. Tintos leves, pouco tânicos, como os conhecidos Cotês du Rhone, ou um Beaujolais, são outros exemplos de boa companhia.

Queijos Semiduros, como o Emmental e Comté ficam bem com tintos leves, no máximo de médio corpo, como um Côtes du Rhône, um Pinot Noir ou um Beaujolais. Também vão bem com alguns italianos mais leves como o Barbera e o Dolcetto. Podem ser bons parceiros os brancos secos como os Chardonnays estruturados que permaneceram em barricas de carvalho.

Na meia dúzia® procuramos sempre oferecer as melhores experiências de sabores e momentos únicos. Um bom queijo Francês, merece um bom vinho e uma deliciosa compota Portuguesa para o completar da melhor forma. Assim, criamos um Pack 3 Doces – Ideal para Queijos Franceses, com a nossa sugestão de sabores ideais para acompanhar uma tábua de queijos Franceses. Já disponível na nossa loja Online!

Compotas para Queijos Franceses

Partilhar nas Redes Sociais