X
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

4 Queijos Italianos de qualidade superior e as suas combinações ideais!

Selecionamos alguns dos queijos mais apreciados de Itália DOP, de várias regiões e premiados internacionalmente, e sugerimos alguns sabores para acompanhar. Os melhores Queijos Italianos são queijos finos e com características tão próprias, derivadas da sua região de produção, métodos e tempo de maturação. São o elemento ideal para enriquecer uma tábua de queijos, para tornar uma receita mais especial e a chave para um momento de degustação verdadeiramente gourmet. Acompanhar com um vinho superior é uma escolha natural, tal como, a harmonização com compotas de frutas para contrastes e experiências de sabores únicas!

Como cada queijo tem as suas particularidades, a escolha do seu acompanhamento é uma tarefa de responsabilidade. Na meia.dúzia® nós arriscamos e procuramos criar experiências de sabores mais ricas e originais com os nossos sabores, veja abaixo as nossas sugestões para 4 dos melhores queijos italianos:

Queijos italianos com compotas

Queijo Pecorino – DOP

O Pecorino é um queijo italiano de ovelha (em italiano “pecora“) produzido em várias zonas do país, destacando-se os artesanais da Toscana, Sardenha e da Sicília. Com diversas variedades que agradam qualquer tipo de paladar, este pode ser fresco, semicurado, curado, suave, picante e temperado. O Pecorino Siciliano DOP, produzido na Sicília é acompanhado tradicionalmente com pão e azeitonas, bem como mel e compotas. O vinho sugerido para harmonizar é o Marsala da mesma região ou o Etna Rosso para os mais curados. O Pecorino Romano DOP, um queijo antigo e como o próprio nome indica, muito consumido pelos romanos, é atualmente produzido principalmente na Sardenha. Um queijo de sabor forte é servido preferencialmente ralado para temperar massas, como por exemplo a carbonara. Mas não só, pode ser servido como aperitivo com favas cruas ou cozidas. O vinho ideal para harmonizar são os vinhos tintos mais encorpados. O Pecorino Sardo DOP também originário da Sardenha, pode ser suave de consistência macia e delicada ou maduro mais seco e com sabor salgado e picante. Da Toscana chega-nos o Pecorino Toscano DOP que pode ser fresco ou curado. O pecorino fresco é muito macio e com gosto suave. Quando é curado, o gosto fica mais forte mas nunca picante. A maneira tradicional é saboreá-lo com uma fatia de pão toscano torrado e azeite. O vinho ideal para a degustação do pecorino toscano depende do tipo e da maturação, os frescos pedem vinhos brancos leves locais como o Bianco di Pitigliano e os maturados pedem tintos toscanos encorpados como Morellino di Scansano, Chianti Classico ou Brunello di Montalcino. Para este queijo, que pode apresentar sabores e texturas tão distintas, o ideal é o acompanhamento com o Doce de Framboesa e Groselha com Lúcia-Lima, de sabor ácido e fresco para um contraste de sabores.

Queijo Grana Padano – DOP

Grana Padano é um queijo italiano típico da Planície Padana, considerado duro e semi-gordo, muito semelhante ao Parmigiano-Reggiano. Sua principal característica é o fato de ser granulado e quebrar com facilidade, tendo um nome que referencia a isso, pois “Grana” se refere a essa textura granulada que o queijo possui, e “Padano”, faz referência ao vale do rio, local de produção do queijo. Para ser considerado Grana Padano, é preciso ter no mínimo 12 meses de maturação. Por ter o selo DOP, só pode ser produzido e levar esse nome, se for feito em alguma das 35 regiões que possuem a permissão. Essencial em qualquer alimentação sã e equilibrada, acompanha todos os seus pratos, realçando o sabor dos ingredientes sem os disfarçar com o sabor mais apimentado e mais salgado. Ideal em gratinados e molhos ou para degustar numa tábua de queijos. Para harmonizar com este queijo recomendamos um Doce de Maça Bravo de Esmolfe com Canela, de sabor doce, quente e tradicional. As virtudes de um excelente Grana Padano, são ressaltadas com tintos potentes como um Cabernet Sauvignon Reserva chileno, um Amarone della Valpolicella ou um Bordeaux encorpado.

Tábua de Queijos Italianos

Queijo Gorgonzola – DOP

O gorgonzola é uma variedade de queijo azul fabricado com leite de vaca, originário da localidade de Gorgonzola, nos arredores de Milão, na Itália. Queijo emblemático e único devido aos seus veios verdes, a sua popularidade não parou de aumentar ao longo do século XX, tendo vindo a tornar-se num queijo incontornável da cozinha italiana. Para preservar a sua autenticidade, é produzido exclusivamente nas suas terras de origem, a Lombardia e o Piemonte. Confecionado com base no leite dos rebanhos italianos destas duas regiões, possui um sabor agradável e um aroma intenso. O Gorgonzola, adquire a sua típica cor e desenvolve os seus veios verdes durante o processo de fermentação. Pode ser consumido em pedaços, barrado no pão com Doce de Pêra Rocha com Moscatel do Douro ou ainda como ingrediente ou condimento de deliciosos pratos quentes, como pastas e risottos. Relativamente aos vinhos, a combinação clássica é um tinto leve como um Valpolicella nobre, um Amarone ou também um Barbera ou Bardolino. Pode-se arriscar também um Passito di Pantelleria, o vinho licoroso da Sicília ou então um Moscatel português.

Queijo Italiano com creme de chocolate

Queijo Mascarpone

Originário da região da Lombardia, o Mascarpone é um queijo doce elaborado com base numa subtil mistura de natas e de leite. Considera-se um queijo fresco, sem maturação e para consumo imediato. A textura cremosa e homogênea faz com que o mascarpone, tecnicamente, não seja considerado um queijo por alguns especialistas. É fabricado de maneira semelhante a um iogurte e tem alto teor de gordura. O queijo, que é originário do Sul da Itália, é usado para preparar molhos e sobremesas, como o famoso doce tiramisu. Além do tiramisu, o mascarpone pode ser adicionado a pratos doces e salgados, proporcionando um elemento rico e cremoso. Para um toque salgado, adicione o mascarpone à massa, sozinho ou junto com um molho, para dar à massa uma textura rica e cremosa. Pode substituir a nata em alguns pratos de massa. Você também pode adicioná-lo a receitas de massas assadas, como lasanha, macarrão com queijo ou rigatoni assado, para tornar o prato rico e cremoso. Uma maneira simples de apreciar o mascarpone como uma sobremesa é polvilhar cacau em pó, raspas de chocolate ou cobrir com Creme de Chocolate Negro São Tomé com Morango e Malagueta em cima de uma grande dose dele.

Pack 3 - Ideal para Queijos Italianos

CONHEÇA O NOSSO PACK 3 – IDEAL PARA QUEIJOS ITALIANOS!

Partilhar nas Redes Sociais